Morte, 12%

Caros amigos leitores, realmente tenho ficado meio confuso com muitas coisas que estão acontecendo em nosso ambiente eleitoral.
O ex-Governador Eduardo Campos tinha, até sua morte, de acordo com o Ibope, 9% das intenções de voto.
Intenções essas que passaram para 21% conforme pesquisa do Datafolha com a agora candidata Marina Silva em seu lugar.
Vejamos: das duas uma, ou o povo se sentiu comovido com a morte do Eduardo Campos ou fica claro aqui, após essa pesquisa, uma preferência exacerbada por Marina.
Realmente não temos como entender o “pulo” dado nas pesquisas para o partido PSB.
Uma coisa é certa: a morte moveu tantas opiniões que, se fosse candidata talvez levasse as eleições pro segundo turno e aí fica a pergunta: quem morreu realmente? O Eduardo Campos ou nós mesmos?

Anúncios

A coisa anda meio…confusa!

Huguihho, Zezinho, Luizinho, Donald e Margarida choram a morte do Tio Patinhas.

Fiquei indignado com algo hoje!

Parece ridículo o papo mas aí vai…

Quando eu era criança, me amarrava em ler gibis, histórias em quadrinhos de todos os personagens, sejam super heróis, cômicos, etc. Entre várias “revistinhas” que eu pedia prá minha mãe comprar sempre que ela ia ao mercado, era comum a leitura de “Tio Patinhas”, “Superman”, enfim.

Hoje, ao conversar com colegas de trabalho, descobri e fiquei triste com uma aifmração: “O Tio Patinhas e o Superman morreram!!!”

Na verdade, nesse momento você deve estar pensando o porquê estou falando disso.

Pois bem, eu convivi minha infância com esses “heróis” vivos, vivendo seus percalços, seus problemas como qualquer outro ser humano poderia ter e me passava uma imagem de que eles com isso passavam como deve lidar com algumas situações do dia-a-dia, seja ao roubarem sua zelada moedinha número um ou lhe fazer uma maldade atirando-lhe criptonita.

E agora, tenho que pensar que, esses heróis não serão para meus filhos, netos e bisnetos o que foram prá mim um dia pois eles morreram.

Pense na essência disso, com clareza e você me entenderá!

(Não sei se viajei, se dei uma viajada, desculpem-me mas faz parte! rs)